Pedal inclusivo

Antes da quarentena fotografei o belíssimo trabalho do Eduardo Ramires e do Flavio AK pela Broder. Foi um pedal inclusivo com Roberto que é cego desde que nasceu, pedalamos do Centro Cívico até a Ópera de Arame, paramos para conversar na Bicicletaria do Seu Americo na ciclovia do São Lourenço e também pegamos chuva e sol durante o pedal.

Fotografia: Doug Oliveira
@by.doug @cicloativismo

Sobre a Broder;

A Broder oferece companhia para atividades esternas a pessoas com deficiência, idosos e quem mais precisar. O objetivo é melhorar a qualidade de vida e liberdade das pessoas. Como a bike está muito ligada a esses temas, tivemos a ideia de usar bikes tandem para levar pessoas com deficiência visual para passear pela cidade de Curitiba, principalmente ao longo de suas ciclovias. Temos duas bikes tandem para o projeto bike broder, uma delas cedida em parceria com o Instituto Paranaense dos Cegos (IPC).

Como empresa a Broder (https://broder.app) tem planos de expandir suas atividade para outras cidades do Brasil e do mundo. O projeto bike broder com certeza vai acompanhar essa expansão!

Devido a pandemia de covid-19 os passeios de bike estão temporariamente paralisados, enquanto isso foi lançado o ‘broder online’, que a princípio é uma companhia que oferece mentorias sobre como usar tecnologias (Apps de delivery, Chat Online, etc) e também ajuda a aquecer o coração durante o isolamento através de videochamadas

Pessoas interessadas podem solicitar informações pelo fone/whatsapp +55 (41) 4042-3311, e também pelo site https://broder.app

#pedal #pedalinclusivo #biketandem #ciclovias #curitiba #cegos #InstitutoParanaensedosCegos #IPC #border #cicloativismo #fotografia #bydoug #antesdaquarentena

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.